ESTADO DE ALAGOAS
Você está aqui: Página Inicial Notícias Nonô cobra prazo menor para entrega de casas em Branquinha

Nonô cobra prazo menor para entrega de casas em Branquinha

Governador em exercício constatou andamento das obras no município nesta quinta-feira

Nonô cobra prazo menor para entrega de casas em Branquinha

Obras da reconstrução em Branquinha foram inspecionadas pelo governador nesta quinta-feira (Foto: Tércio Cappello)

Cadu Epifânio

“Uma cidade que se renova”. A frase está escrita nos veículos do município de Branquinha e reflete o espírito que pode ser sentido na cidade. Nesta quinta-feira (3), o governador em exercício, José Thomaz Nonô, visitou as obras da reconstrução e sentiu a capacidade de recomeçar dos moradores de Branquinha.

O governador constatou a necessidade de uma maior celeridade nas obras para, finalmente, devolver a normalidade às famílias da região. “Precisamos de um ritmo maior no andamento das obras pois, até junho deste ano, espero que o Estado entregue todos os equipamentos públicos, como casas, pontes, escolas e postos de saúde, em todos os municípios que sofreram com a enchente”, falou o Thomaz Nonô.

Foi conhecendo o sofrimento de pessoas como o ajudante de pedreiro José Aparecido, 44 anos, pai de seis filhos, que o governador foi ainda mais enérgico em sua solicitação de agilidade no prazo de entrega das moradias do Conjunto Residencial Raimundo Lopes, que terá 976 casas. José Aparecido é mais um dos moradores do acampamento montado para abrigar aqueles que perderam tudo o que tinham antes da enchente.

O agora ajudante de pedreiro conheceu a profissão por causa da tragédia. Para não ver os seis filhos desamparados, ele foi contratado pela empresa Energi, responsável pela construção das casas em Branquinha, para trabalhar na edificação das moradias. Assim, ele ajuda na construção da residência dele e dos vizinhos. “Eu me sinto muito orgulhoso em contribuir para um futuro melhor para meus filhos e meus amigos. Só quem passa por uma agonia como eu passei é que sabe. Hoje estou ajudando a construir sonhos”, destacou José Aparecido.

O próprio governador Teotonio Vilela Filho foi quem solicitou a todas as construtoras envolvidas no Programa da Reconstrução que contratem mão de obra das cidades afetadas pelas enchentes de junho. Marcos Holanda, dono da Energi, disse que “a determinação do governador é apertar o trabalho e acelerar o prazo para dar fim ao sofrimento das famílias. Pretendo concluir 40 casas a cada semana”, afirma.

Por também ter sofrido perdas materiais com a enchente e ter ajudado no salvamento de grande parte dos moradores de Branquinha, a prefeita Renata Soares fez questão de levar José Thomaz Nonô a cada obra da reconstrução. Ela apresentou as obras das pontes que cortavam a cidade, assim como o acampamento e suas instalações de banheiros, lavanderia e cozinha.

“Reconheço que a parceria dos governos federal, estadual e municipal vai ajudar na reconstrução de Branquinha. A atenção e a conduta do governo de Alagoas está sendo honrosa, digna e fundamental para o êxito desse trabalho”, frisou a prefeita. Como testemunha do empenho da prefeita, o superintendente da Caixa Econômica Federal em Alagoas, Gilberto Occhi, reforçou o coro pelo adiantamento dos trabalhos e deixou claro que está em sintonia com a atuação do Governo.

Ainda em Branquinha, a comitiva conheceu a conclusão dos serviços de terraplanagem de mais dois platôs que darão espaço a uma estrutura de mil casas, posto de saúde, escola e praça poliesportiva, além da conclusão do Conjunto Residencial João Lyra, entregue em 2000 aos desabrigados da enchente daquele ano. O secretário de Estado da Infraestrutura, Marco Fireman, detalhou que serão construídas escadarias para conter uma erosão que ameaça a infraestrutura do acampamento da cidade.

“Drenagem, saneameno e pavimentação também serão feitos no conjunto por meio da Caixa. A prefeita encaminhou projeto e temos recurso para tal”, asseguram Occhi e Fireman.

Ações do documento

telefones-uteis.jpg

prestacao-de-contas.jpg

 
Estado de Alagoas
Coordenação do Programa de Reconstrução
Palácio República dos Palmares - Rua Cincinato Pinto, s/n - Centro - Maceió - AL
CEP 57020-050
+55 82 3315.2022/3315.2016