ESTADO DE ALAGOAS
Você está aqui: Página Inicial Notícias Nonô inspeciona cidades atingidas pelas enchentes de junho

Nonô inspeciona cidades atingidas pelas enchentes de junho

Casas de Quebrangulo estão quase concluídas e serão entregues até abril; em Paulo Jacinto, construtora prevê conclusão da obra para novembro

Nonô inspeciona cidades atingidas pelas enchentes de junho

No Conjunto Frederico Maia, em Quebrangulo, obras da reconstrução estão avançadas (Foto: Neno Canuto)

Cadu Epifânio

A concretização do sonho de dias melhores está cada vez mais próxima dos atingidos pelas enchentes no município de Quebrangulo. O governador em exercício, José Thomaz Nonô, conferiu de perto, nesta segunda-feira (31), o andamento das obras de construção das casas no município, onde as 201 casas estão quase concluídas para serem entregues em breve à população.

O governador salientou que foi conhecer a real situação das obras nos municípios afetados pelas enchentes de junho de 2010 e cobrar celeridade das construtoras responsáveis pelos empreendimentos nos municípios. “Vim verificar a velocidade da resposta à sociedade após as trágicas chuvas de junho. Quis ver pontualmente cada obra e cada prazo”, explicou Thomaz Nonô.

Quebrangulo é o município que está com o processo de construção das residências mais avançado, e a expectativa é de que o Conjunto Residencial Frederico Maia seja concluído até abril deste ano. A técnica em edificações da obra, Flávia Priscila, disse que as 201 casas estão quase prontas.

Ao visitar as unidades habitacionais, o governador em exercício conheceu uma casa em fase de acabamento e demonstrou satisfação com o trabalho desempenhado pelo Programa da Reconstrução, implementado pelo governo de Alagoas. “A pedido do governador Teotonio Vilela vim fazer esse ‘retrato exato’ de como estamos dando satisfação à população”, disse.

O governador conheceu a realidade de pessoas humildes que estão colaborando com a realização do sonho de outras, que tanto sofreram com a tragédia provocada pelas águas. Gente como José Pedro, 30, e Reginaldo Barbosa Dantas, 29. Apesar da pouca idade, eles tinham a expressão envelhecida pela labuta diária. Pedro é servente de pedreiro desde jovem e, com as obras, conseguiu uma oportunidade para dar melhores condições de vida para sua família.

Por outro lado, a tragédia das chuvas trouxe para Reginaldo Barbosa uma chance de vida nova. Contraditoriamente, foi uma crise ocasionada pela falta de chuva na região que colocou o ex-agricultor, que nunca tinha tocado numa espátula, numa obra como a do conjunto Frederico Maia, em Quebrangulo.

O governador em exercício visitou o canteiro de obras e viu que o empenho de gente como seu Reginaldo Barbosa pode aproximar os dias melhores de pessoas que sofreram com as águas de junho. “Eu fico feliz por estar proporcionando felicidade a pessoas que eu nem conheço”, frisou o agora 
ajudante de pedreiro.

egundo o prefeito de Quebrangulo, Marcelo Lima, o recrutamento de pessoas está sendo árduo, mas está tendo sucesso. Flávia Priscila diz que está importando serventes de pedreiro de outros municípios devido à ausência de mão de obra. “Reginaldo é apenas um exemplo de funcionários que aprenderam um ofício nesse canteiro de obras”, ressaltou.

Paulo Jacinto - Exemplo semelhante de oportunidade de vida a comitiva governamental, composta ainda pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Marco Fireman, conheceu no município de Paulo Jacinto. Lá, seu Carlos Francisco da Silva, 42, pedreiro de ofício, disse que não faltava emprego para ele e que as obras da reconstrução vieram para dar ‘um a mais’ a sua renda familiar de pouco mais de um salário mínimo.

O proprietário da empresa Solidez, José Luiz Soares, afirmou que em Paulo Jacinto, as 442 casas do Conjunto Residencial Santa Inês estarão terminadas apenas em novembro de 2011. “Porém, vamos trabalhar para tentar liberar as residências antes do previsto”, destacou.
Ações do documento

telefones-uteis.jpg

prestacao-de-contas.jpg

 
Estado de Alagoas
Coordenação do Programa de Reconstrução
Palácio República dos Palmares - Rua Cincinato Pinto, s/n - Centro - Maceió - AL
CEP 57020-050
+55 82 3315.2022/3315.2016